quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Opinião: Mais uma vitória de Ferguson

Chegou finalmente ao fim a novela que começou em Maio, ainda antes do Europeu: Cristiano Ronaldo vai mesmo permanecer no Manchester United, não se mudando para o Real Madrid.

Alex Ferguson acabou por levar a sua avante, mantendo no plantel a mais valiosa das suas jóias. Contudo, os próximos tempos não se prevêem fáceis para o internacional português.


Cristiano Ronaldo, provavelmente mal aconselhado, geriu mal toda a situação durante o tempo em que este processo se arrastou e a recepção em Old Trafford não se antevê como das mais calorosas.

Os adeptos têm, neste momento, toda a legitimidade para se sentirem magoados com o craque luso, face à postura deste, uma vez que sempre deu sinais inequívocos da sua vontade de abandonar o clube que o projectou.

O madeirense, que sempre se mostrou um profissional com ambições e objectivos, terá agora a mais dura missão da sua carreira: conquistar novamente os apaniguados dos 'red devils'.

Depois de, em 2006, ter lutado contra os aficionados contrários, urge a Ronaldo recuperar bem da lesão e voltar a patentear o nível a que habituou os 'seus' adeptos.

Estou certo que inicialmente o ambiente poderá ser algo hostil ao português. Mas estou igualmente convicto de que o regresso de Cristiano aos golos, às assistências e ao brilhantismo dos seus 'dribbles' farão com que seja novamente aplaudido... e de pé!

Foto: Hugo Santos

2 comentários:

Nuno disse...

Eu não acho que o Cristiano Ronaldo seja mal recebido em Old Trafford. A verdade é que os adeptos do Manchester United sempre quiseram Cristiano no seu clube. Isso já é garantido e, portanto, penso que os adeptos estejam satisfeitos com o final da novela.

Abraço,
Nuno.

Mário Rui Ventura disse...

Já começam a ser habituais os regressos de Cristiano Ronaldo a Inglaterra debaixo de fogo...

Comparo este caso ao de Moutinho, salvo as devidas distâncias. Jogadores apaixonantes e que cativaram todos os adeptos, sem excepção, que no auge da sua auto-estima decidem abraçar um novo desafio, recheado de euros...

Creio que para o ano será definitivo, Ronaldo abandona Manchester com ou sem o título de melhor do mundo.