segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

Feliz 2008

Que 2008 vos traga muita saúde, alegria e tudo aquilo que mais desejarem. São estes os meus votos para todos os leitores do Rola a Bola. Tenham 2008 em cheio!

sábado, 29 de dezembro de 2007

Futsal: Sporting afasta Benfica da Taça


No espaço de uma semana, os 'leões' impuseram duas derrotas às 'águias'. Depois do 4-0 do passado sábado, a equipa comandada por Paulo Fernandes foi hoje vencer à Luz por 2-0, em jogo a contar para a Taça de Portugal.
No encontro deste sábado, o Benfica desfrutou de inúmeras ocasiões para marcar. No entanto, os 'encarnados' tiveram algum azar (duas bolas no poste) e encontraram pela frente um sensacional João Benedito. O guardião leonino foi o melhor em campo, realizando mais de 20 defesas no encontro.
Para complicar ainda mais a vida à equipa da casa, o Sporting revelou a sua habitual eficácia nestes jogos. A formação de Alvalade dispôs de duas oportunidades e não as enjeitou. Café (34') e Alex (38') foram os autores dos tentos que afastaram o actual detentor do troféu.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Futsal: Vantagem leonina nos 'derbies' para a Taça


Depois do desafio da passada semana para o Campeonato, Benfica e Sporting medem, este sábado, forças pela quinta vez em duelos a contar para a Taça de Portugal.
Historicamente, a vantagem pende claramente para o lado leonino. Os ‘leões’ somam três triunfos (um através de desempate por grandes penalidades), sendo que uma dessas vitórias lhe permitiu erguer o troféu. Por sua vez, as ‘águias’ apenas venceram uma partida, a derradeira referente a esta competição.
Mas há uma grande curiosidade a assinalar nestes duelos: a apetência dos guarda-redes para marcar golos. Em quatro jogos, registam-se dois tentos apontados por guardiões, um para cada lado. Em 2002, João Benedito marcou ao Benfica, enquanto que, na época transacta, Bebé festejou um golo à sua antiga equipa.
Mas se o guarda-redes ‘encarnado’ marcou ao seu anterior clube, há casos de jogadores que o fizeram ao seu actual emblema nesta prova. João Marçal e Gonçalo já fizeram dois golos cada pelo Sporting diante do Benfica, clube que representam actualmente.

HISTÓRICO DE DUELOS NA TAÇA DE PORTUGAL

Época 2001/02 (Quartos-de-final) – Nave de Alvalade
SPORTING – Benfica, 5-5 (3-1, g.p.)
Marcadores: (Zezito, Bibi, João Benedito, João Marçal e Gonçalo; Cautela, Nelito [2] e Vitinha [2])

Época 2003/2004 (3.ª eliminatória) – Pavilhão Atlântico
Benfica – SPORTING, 1-4
Marcadores: (Chico; Bibi, Zezito, Israel e João Marçal)

Época 2005/2006 (Final) – Pavilhão Multidesportos de Coimbra
Benfica – SPORTING, 5-9
Marcadores: (Sidnei [2], Wilson, Ricardinho e André Lima; Paulinho [2], Zezito [3], Andrezinho, Deo, Gonçalo, Evandro)

Época 2006/2007
(Meia-final) – Pavilhão Municipal de Vila Nova de Gaia
BENFICA – Sporting, 5-0
Marcadores: (Amandus, Ricardinho [2], Bebé e André Lima)

Foto: Hugo Manita

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Curiosidade: Porto, Inter Milão e Real Madrid com trajectos idênticos


Analisando o percurso de Porto, Inter e Real Madrid na época passada e na presente, conclui-se que estes três grandes emblemas do futebol europeu têm vários pontos em comum:
2006/2007
1 - Foram campeões nos seus países na época passada;
2 - Foram afastados da Liga dos Campeões 2006/2007 nos oitavos-de-final (Porto pelo Chelsea, Inter Milão pelo Valência e Real Madrid pelo Bayern Munique)
2007/2008
3 - Perderam as Supertaças dos respectivos países;
4 - Lideram os seus campeonatos com sete pontos de vantagem;
5 - Venceram no terreno dos segundos classificados (Porto: 1-0 ao Benfica; Inter Milão: 4-1 à Roma; Real Madrid: 1-0 ao Barcelona);
6 - Jogaram os derbies citadinos em casa e venceram (Porto: 2-0 ao Boavista; Inter Milão: 2-1 ao Milão; Real Madrid: 2-1 ao Atlético Madrid);
7 - Terminaram a primeira fase da Champions em primeiro lugar do respectivo agrupamento.

Foto Roberto Mancini (treinador do Inter): Hugo Santos

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Opinião: Ronaldo, o melhor do Mundo


Nem o facto de ter sido relegado para terceiro melhor jogador mundial pela FIFA, quando o esperado era o segundo lugar, afectou o rendimento de Cristiano Ronaldo. O melhor jogador do Mundo - na minha opinião, como já aqui transmiti anteriormente - continua em grande, assinando golos atrás de golos.
Depois do 'bis' ao Everton no domingo, esta tarde o extremo luso apontou mais um tento. E que golaço... Para além da grande quantidade de golos que consegue, Ronaldo coloca ainda uma enorme qualidade na maioria dos seus remates certeiros. Para além de não haver qualquer extremo com a sua média de golos por jogo, também os pontas-de-lança ficam envergonhados com os números do madeirense. Na actualidade, nenhum jogador pode gabar-se de ter feito 17 golos em 19 jogos na presente temporada (14 jogos-12 golos na Premier League e 5 jogos-5 golos na Liga dos Campeões). Curiosamente, o Manchester United não contou com o melhor marcador da Premier League e da Liga dos Campeões nas duas derrotas sofridas na época em curso. Será coincidência?
É por estas e por outras que o 'nosso' Cristiano é, na realidade, o melhor jogador do planeta. Só não vê quem não quer...

Foto: Hugo Santos

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Feliz Natal


Desejo a todos os leitores do Rola a Bola um santo e feliz Natal, repleto de coisas boas e na companhia daqueles que mais amam. Tudo de bom para todos!
O Rola a Bola volta ao activo na quarta-feira. Até lá!

sábado, 22 de dezembro de 2007

Bwin Liga: Rivais lisboetas aproveitam deslize do Porto

Os 'dragões' perderam o estatuto de imbatíveis no Campeonato Nacional na deslocação à Choupana, facto aproveitado por Benfica e Sporting para recuperar terreno.
Pela primeira vez na história, o Nacional bateu o Porto na condição de visitado. Um golo solitário de Lipatin, aos 57 minutos, deu um pouco mais de emoção à Liga Portuguesa, perante um Porto incapaz de bater Diego Benaglio, muito por força das ausências de Quaresma e Tarik. Todavia, a vantagem dos 'azuis-e-brancos' é ainda, apesar do desaire, bastante confortável. Os portistas têm mais sete pontos que o Benfica, segundo classificado, que bateu o Estrela da Amadora por 3-0.
Por sua vez, o Sporting venceu o Paços de Ferreira, por 2-1, e mantém o terceiro lugar à frente do Vit. Guimarães, que derrotou o Belenenses.
Em destaque pela positiva neste final de ano está a Académica. A equipa de Domingos somou a segunda vitória consecutiva - a primeira fora de portas - na deslocação à Figueira. No plano inverso está a União de Leiria, ainda sem ganhar. Este fim-de-semana os leirienses registaram mais uma derrota, desta feita em casa ante o Marítimo.

14.ª JORNADA

Benfica - Estrela Amadora, 3-0
(Rodriguez, 52'; Cardozo, 70'[g.p.]; Nuno Gomes, 90')
Nacional - Porto, 1-0
(Lipatin, 57')
Naval - Académica, 0-1
(Cris, 48')
Vit. Guimarães - Belenenses, 1-0
(Ghilas, 28')
Sporting - Paços Ferreira, 2-1
(0-1, Edson, 10'; 1-1, Vukcevic, 18'; 2-1, Romagnoli, 64'[g.p.])
Leixões - Vit. Setúbal, 1-1
(1-0, Jorge Gonçalves, 18'; 1-1, Filipe Gonçalves, 25')
União Leiria - Marítimo, 1-2
(0-1, Bruno Fogaça, 11'; 1-1, Sougou, 24'; 1-2, Djalma, 81')
Braga - Boavista, 0-0

CLASSIFICAÇÃO
1.º PORTO 35 pontos
2.º Benfica 28
3.º Sporting 26
4.º Vit. Guimarães 25
5.º Vit. Setúbal 23
6.º Braga 22
7.º Marítimo 20
8.º Belenenses 18
9.º Nacional 16
10.º Naval 15
11.º Leixões 15
12.º Académica 14
13.º Estrela Amadora 13
14.º Boavista 13
15.º Paços Ferreira 9
16.º União Leiria 5

Foto: Hugo Santos

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Opinião: Três brindes e uma fava

Ontem fiz aqui os meus pedidos para o sorteio das competições da UEFA. Sentados na mesa europeia, Porto, Benfica, Sporting e Braga esperaram então que lhes fosse oferecida uma 'fatia de bolo-rei'. A parte que calhou em sorte aos 'grandes' foi saborosa e recheada com um brinde, já a dos bracarenses continha uma fava.
Assim sendo, o Pai Natal foi generoso para as cores nacionais em 75% do sorteio. Já não foi nada mau...

PS - É curioso o facto de serem quatro duelos com equipas do centro da Europa, sendo que três são alemãs.

Liga dos Campeões
Schalke 04 - Porto
Taça UEFA
Werder Bremen - Braga
Sporting - Basileia
Benfica - Nuremberga

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Opinião: Pedidos ao Pai Natal

O sorteio da próxima ronda das competições europeias realiza-se em plena quadra natalícia. Nesse sentido, gostaria de apelar à generosidade do Pai Natal para com as equipas portugueses. Porto (Liga dos Campeões), Benfica, Sporting e Braga (Taça UEFA) vão conhecer esta sexta-feira os próximos adversários europeus.
Aqui deixo então os meus pedidos ao Pai Natal:
Porto - Pediria que a sorte não trouxesse Arsenal e Roma, sendo que, se possível, colocasse o Olympiakos no sapatinho 'azul-e-branco'.
Benfica e Sporting- Se não vierem Tottenham e Fiorentina já é uma boa prenda de Natal para os 'eternos rivais' de Lisboa. Ainda assim, Helsingborg, Basileia e Nuremberga não calhavam nada mal.
Braga - Werder Bremen e PSV Eindhoven são os opositores a evitar. A minha preferência recai, no entanto, em Marselha e Slavia de Praga.
Amanhã vamos saber se o Pai Natal foi amigo...

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Taça UEFA: Braga apurado para a próxima fase

Os arsenalistas cumpriram o objectivo: bateram o Estrela Vermelha, por 2-0, e qualificaram-se para a próxima ronda da Taça UEFA.
A necessitar de uma vitória para continuar na Europa, o Braga colocou-se em vantagem logo aos dez minutos. Após cruzamento bem medido de Wender, o inevitável Linz adiantou os portugueses no marcador.
Já na etapa complementar, Wender ampliou o 'score' e tranquilizou por completo as hostes bracarenses.
Com este resultado, e face à vitória robusta do Bayern de Munique sobre o Aris de Salónica (6-0), a equipa da cidade dos arcebispos terminou o grupo no segundo lugar. Agora, o próximo adversário do Braga será uma das formações que vêm da Liga dos Campeões.

CLASSIFICAÇÃO DO GRUPO F
1.º BAYERN 8 pontos
2.º BRAGA 6
3.º BOLTON 6
4.º Aris 5
5.º Estrela Vermelha 0

APURADOS
EM 1.º LUGAR:
Bayer Leverkusen, Bayern Munique e Hamburgo(Alemanha), Getafe, Atlético Madrid e Villarreal (Espanha), Bordéus (França), Everton (Inglaterra)
EM 2.º LUGAR:
BRAGA (PORTUGAL), Spartak Moscovo (Rússia), Tottenham (Inglaterra), Helsingborg (Suécia), Nuremberga (Alemanha), Panathinaikos (Grécia), Fiorentina (Itália) e Basileia (Suíça).
EM 3.º LUGAR:
Zurique (Suíça), Bolton (Inglaterra), Anderlecht (Bélgica), Galatasaray (Turquia), Zenit (Rússia), Aberdeen (Escócia), AEK Atenas (Grécia) e Brann (Noruega).

Foto: Hugo Santos

Opinião: Efeitos de ser português?

Caros amigos leitores, não tenho tido muito tempo disponível para dedicar ao blog, situação que a partir da próxima semana irá ser alterada. Venho aqui apenas falar brevemente sobre a eleição dos três melhores jogadores do Mundo pela FIFA no ano de 2007.
Esta escolha da entidade máxima do futebol voltou a demonstrar, na minha óptica, a pequenez com que somos olhados no panorama internacional. Patriotismos à parte, a meu ver, Cristiano Ronaldo foi mesmo o melhor de 2008, carregando às costas o Manchester United na reconquista do título inglês. Além de melhor marcador no clube, o madeirense foi também o goleador da sua (nossa) selecção.
No entanto, era mais que sabido que Kaká iria vencer o prémio. E ganhou. Até aí, apesar de considerar Cristiano Ronaldo o melhor, ainda consigo aceitar. O que me surpreendeu foi o facto de Messi surgir em segundo lugar na frente do internacional luso, relegado para o terceiro posto.
Deixo apenas uma questão no ar: será que se o craque de Old Trafford fosse de outra nacionalidade que não a portuguesa o alinhamento seria o mesmo? Talvez não...

Foto: Hugo Santos

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Factos e curiosidades...

CLUJ DERROTADO PELA PRIMEIRA VEZ
Os líderes do campeonato romeno sofreram este fim-de-semana a primeira derrota na prova. A equipa que conta com dez portugueses no seu plantel (Nuno Claro, Tony, Manuel José, Amoreirinha, Cadú, Fredy, André Leão, Dani, Semedo e Pedro Oliveira) perdeu por 1-0 no terreno do Poli Timisoara, com um golo no último minuto da partida. Apesar de perder o estatuto de invencível, o Cluj mantém-se no comando da prova, somando mais oito pontos que o Rapid de Bucareste, que, no entanto, tem menos um encontro realizado.


DUELO ESPANHOL ENTRE LUSOS TERMINA SEM GOLOS
Neste domingo encontraram-se as duas equipas mais 'portuguesas' da Liga Espanhola. O Recreativo de Huelva (Beto, Carlos Vartins e Varela) recebeu o Atlético de Madrid (Zé Castro, Maniche e Simão), mas o jogo terminou com um nulo. Quanto aos portugueses, Simão actuou 66 minutos, Carlos Martins 80 e Varela entrou a dois minutos do final. Zé castro não saiu do banco, enquanto Maniche e BEto não fizeram parte das opções dos respectivos treinadores.

LEMBRAM-SE DE KINGSLEY?
O avançado nigeriano que chegou a dar nas vistas em Portugal ao serviço do Beira-Mar continua em alta. O dianteiro representa agora os cipriotas do AEK Larnaca, após passagem pelo Zamalek do Egipto, e não perdeu os dotes de goleador. Este fim-de-semana, Kingsley apontou os dois tentos da sua equipa na vitória forasteira (2-0) no terreno do Ethnikos.

BERNARDO GOLEADOR
Quem está igualmente com o pé quente é o português Bernardo Vasconcelos, o filho do ex-médico do Benfica. Cada vez que vejo os resultados da Liga do Chipre, o ex-estorilista está sempre entre os marcadores dos golos da sua equipa. Este fim-de-semana, o APOP perdeu 3-1 diante do líder Anorthosis, mas ainda assim Bernardo fez o 'gosto ao pé'.

Foto: Hugo Santos

domingo, 16 de dezembro de 2007

Bwin Liga: Porto aproveita mais um deslize do Benfica


Jornada após jornada, os 'dragões' ficam cada vez mais perto do almejado objectivo do tri. A equipa de Jesualdo Ferreira bateu o Vit. Guimarães por 2-0, golos de Tarik e Lisandro, e aumentou vantagem para as 'águias', segundas classificadas. Na deslocação ao Restelo, o Benfica saiu derrotado pela margem mínima e ficou ainda mais distante da liderança, agora a dez pontos. Weldon foi o autor do tento solitário do Belenenses, num soberbo remate cruzado ao ângulo superior da baliza de Quim.
Quem aproveitou bem estes resultados foi o Sporting. Os 'leões' ainda estiveram a perder nos Barreiros, mas conseguiram dar a volta, ultrapassando os vimaranenses e ficando apenas a dois pontos dos 'encarnados'.
O Vit. Guimarães não seria apenas ultrapassado pelo clube de Alvalade, pois o Vit. Setúbal, fruto do triunfo na Reboleira, também já esta colocado acima dos minhotos.
Destaque também para a vitória do Braga em Paços Ferreira, que deixa a equipa de Manuel Machado colada aos primeiros lugares.
No fundo da tabela, o Leiria voltou a perder, enquanto que a Académica trocou de lugar com os pacenses, agora abaixo da 'linha de água'.

13.ª JORNADA
Paços Ferreira - Braga, 0-2
(Linz, 34'; Vandinho, 60')
Belenenses - Benfica, 1-0
(Weldon, 71')
Porto - Vit. Guimarães, 2-0
(Tarik, 57'; Lisandro, 73')
Estrela Amadora - Vit. Setúbal, 0-1
(Edinho, 57')
Boavista - Naval, 2-0
(Fary, 21'; Grzelak, 35')
Académica - Nacional, 1-0
(Cris, 85')
Leixões - União Leiria, 2-1
(1-0, Roberto, 3'; 2-0, Diogo Valente, 26'; 2-1, João Paulo, 90')
Marítimo - Sporting, 1-2
(1-0, Bruno Fogaça, 61'; 1-1, Vukcevic, 73'; 1-2, Vukcevic, 88')

CLASSIFICAÇÃO
1.º PORTO 35 pontos
2.º Benfica 25
3.º Sporting 23
4.º Vit. Setúbal 22
5.º Vit. Guimarães 22
6.º Braga 21
7.º Belenenses 18
8.º Marítimo 17
9.º Naval 15
10.º Leixões 14
11.º Estrela Amadora 13
12.º Nacional 13
13.º Boavista 12
14.º Académica 11
15.º Paços Ferreira 9
16.º União Leiria 5

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Opinião: Arsenal e Roma, os adversários a evitar

O Porto alcançou o objectivo da qualificação para os 'oitavos' da Liga dos Campeões e conseguiu também um feito que lhe fugia há 11 anos: terminar a fase de grupos no primeiro lugar. Esta proeza foi bastante importante para a equipa de Jesualdo Ferreira, pois permite-lhe evitar os principais colossos futebolísticos do 'Velho Continente'. Emblemas de nomeada como Chelsea, Real Madrid, Milão, Inter, Manchester United e Barcelona deixam de estar na lista de possíveis aversários dos 'dragões' na próxima fase.
Assim sendo, os 'azuis-e-brancos' vão encontrar um de sete adversários, que distingo em quatro patamares de dificuldade.

Grau 1: Arsenal e Roma
Estes são, a meu ver, os opositores cuja sorte deverá colocar fora da rota portista.
Os ingleses são uma das equipas mais fortes da Europa na actualidade. Apesar de serem uma formação bastante jovem, os 'gunners', que lideram a Premier League, têm um plantel recheado de grandes valores individuais e actuam como uma verdadeiro conjunto.
A Roma é uma das mais fortes equipas transalpinas, sendo quase a única a oferecer alguma réplica ao poderoso Inter de Milão na Séria A. Para além disto, o histórico de confrontos entre portugueses e italianos é claramente desfavorável às nossas cores. Perante adversários do 'calcio', aos portugueses nem sempre chega jogar bem para lograr atingir os objectivos. O Sporting é a prova mais recente disso mesmo, tendo sido superior à Roma, mas... no final a festa foi romana.

Grau 2: Lyon
Hexa-campeão francês, o Lyon é, a par do Chelsea, a equipa que mais tem crescido nos últimos anos na Europa. Equipa jovem, combativa e com o toque brasileiro, esta formação gaulesa tem, ano após ano, ganho experiência na prova. Nos confrontos com o Lyon, o Porto tem a seu favor o facto de este ter sido um opositor eliminado pela equipa de Mourinho na caminhada triunfal para o título de 2004. Não estando, na minha óptica, ao nível de Arsenal e Roma, estes franceses serão sempre um osso difícil de roer.

Grau 3: Celtic e Fenerbahçe
Se o Porto pode discutir taco a taco com qualquer adversário a presença nos quartos-de-final, a partir deste nível, os 'dragões' partem claramente como favoritos. Neste caso, quer um quer outro adversário têm o seu ponto forte nos jogos em casa. Tanto os escoceses como os turcos são opositores temíveis no seu ambiente, mas consideravelmente mais fracos nos duelos fora de portas (convém frisar que a segunda mão é no Dragão). Ainda assim, tratam-se de duas boas equipas.

Grau 4: Olympiakos e SChalke
Estas seriam as melhores prendas que o sorteio poderia colocar no 'sapatinho' do Porto. Equipas sem grande experiência na competição (os gregos disputam-na habitualmente mas não costumam passar da primeira fase) e sem tantos valores individuais, helénicos e germânicos parecem-me incapazes de colocar um fim à presença dos 'dragões' na competição. Depois, jogar em Gelsenkirchen poderia trazer uma motivação acrescida, por ter sido ali que o Porto escreveu uma das mais importantes páginas da sua história.

TÓPICO DE DISCUSSÃO

1 - Na sua opinião, qual o melhor adversário que poderia tocar aos Porto nos oitavos-de-final?

Foto: Hugo Santos

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Taça de Portugal: Sorte sorri aos 'grandes'

Benfica, Porto e Sporting tiveram um sorteio bastante favorável no plano teórico. Assim, na V eliminatória os três 'grandes' jogam todos em casa frente a equipas de escalões secundários. 'Águias' e 'dragões' recebem formações da Liga Vitalis, Feirense e Aves, respectivamente. Já os 'leões' foram ainda mais favorecidos, recebendo o Lagoa da II Divisão.
Destaque para o facto de esta ronda ter no cartaz quatro encontros entre equipas da Bwin Liga. Os jogos estão agendados para 20 de Janeiro (domingo).

SORTEIO DA V ELIMINATÓRIA

JOGOS ENTRE EQUIPAS BWIN LIGA
Vit. Guimarães - Nacional
Vit. Setúbal - União de Leiria
Estrela Amadora - Braga
Naval - Boavista

JOGOS ENTRE EQUIPAS DA BWIN LIGA E LIGA VITALIS

Porto - Aves
Benfica - Feirense

JOGOS ENTRE EQUIPAS BWIN LIGA E II DIVISÃO
Leixões - Anadia
Sporting - Lagoa
Oliveirense - Marítimo
Paços Ferreira - Abrantes

JOGO ENTRE EQUIPAS DA LIGA VITALIS
Olhanense - Rio Ave

JOGOS ENTRE EQUIPAS LIGA VITALIS E II DIVISÃO
Gil Vicente - Juventude Évora
Beira-Mar - Moreirense

JOGO ENTRE EQUIPA DA LIGA VITALIS E DA III DIVISÃO
Penafiel-Sertanense

Isento: Atlético Valdevez (II Divisão)

Liga dos Campeões: Porto confirma primeiro lugar


Os 'dragões' bateram o Besiktas por 2-0, com golos de Lucho e Quaresma, e asseguraram o primeiro lugar do grupo A. Com esta classificação, o Porto evita alguns dos principais colossos do futebol europeu nos 'oitavos'.
No outro encontro do agrupamento dos 'azuis-e-brancos', o Liverpool superiorizou-se ao Marselha (4-0) e segue também em frente na prova.
Quanto ao Sporting, terminou a sua participação na 'Champions' com uma vitória robusta, por 3-0, frente ao Dínamo Kiev.

PORTO - BESIKTAS, 2-0
(Lucho, 44'; Quaresma, 62')

Os turcos tinham que vencer no Dragão para continuar nas lides europeias, mas foram incapazes de pôr em dúvida a supremacia dos portugueses. Apenas de bola parada causaram alguns problemas - poucos - aos portistas. Desde cedo se percebeu que o Porto não iria ter grandes problemas pela frente. Seria preciso muito azar para os 'azuis-e-brancos' não chegarem ao triunfo.
O Porto venceu de forma inquestionável e o resultado até peca por escasso face a uma enorme superioridade sobre o adversário. Lucho, no final do primeiro tempo, e Quaresma aos 62 minutos foram os autores dos tentos que colocaram os 'dragões' como líderes do Grupo A.

SPORTING - DÍNAMO KIEV, 3-0
(Polga, 35'[g.p.]; João Moutinho, 67'; Liedson, 89')

Em Alvalade jogava-se apenas para o prestígio e o dinheiro, pois as contas já estavam feitas. Ainda assim, os 'leões' despediram-se em grande da Liga dos Campeões. Polga, João Moutinho e Liedson foram os autores de um triunfo concludente e que moraliza a equipa para os próximos jogos.
Há, no entanto, duas notas a salientar nesta partida: a estreia de Adrien como titular nas provas da UEFA e a lesão de Liedson, aquando da obtenção do terceiro tento leonino.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÕES
GRUPO A
PORTO - Besiktas, 2-0
(Lucho, 44'; Quaresma, 62')
Marselha - Liverpool, 0-4
(Gerrard, 3'; Torres, 11'; Kuyt, 48'; Babel, 90')

CLASSIFICAÇÃO
1.º PORTO 11 pontos
2.º LIVERPOOL 10
3.º Marselha 7
4.º Besiktas 6

GRUPO B
Chelsea - Valência, 0-0
Schalke - Rosenborg, 3-1
(1-0, Asamoah, 12'; 2-0, Rafinha, 19'; 2-1, Koné, 23'; 3-1, Kuranyi, 36')

CLASSIFICAÇÃO

1.º CHELSEA 12 pontos
2.º SCHALKE 8
3.º Rosenborg 7
4.º Valência 5

GRUPO C
Olympiakos - Werder Bremen, 3-0
(Stoltidis, 12'; Kovacevic, 70'; Stoltidis, 74')
Real Madrid - Lazio, 3-1
(1-0, Júlio Baptista, 13'; 2-0, Raul, 15'; 3-0 Robinho, 36'; 3-1, Pandev, 80')

CLASSIFICAÇÃO

1.º REAL MADRID 11 pontos
2.º OLYMPIAKOS 11
3.º Werder Bremen 6
4.º Lazio 5

GRUPO D

Shaktar - BENFICA, 1-2
(0-1, Cardozo, 6'; 0-2, Cardozo, 22'; 1-2, Lucarelli, 29'[g.p.])
Milão - Celtic, 1-0
(Inzaghi, 70')

CLASSIFICAÇÃO
1.º MILÃO 13 pontos
2.º CELTIC 9
3.º Benfica 7
4.º Shakhtar 6

GRUPO E

Barcelona - Estugarda, 3-1
(0-1, António, 3'; 1-1, Giovanni, 36'; 2-1, Eto'o, 57'; 3-1, Ronaldinho, 67')
Rangers - Lyon, 0-3
(Govou, 16'; Benzema, 85' e 88')

CLASSIFICAÇÃO

1.º BARCELONA 14 pontos
2.º LYON 10
3.º Rangers 7
4.º Estugarda 3

GRUPO F
SPORTING - Dínamo Kiev, 3-0
(Polga, 35'[g.p.]; João Moutinho, 67'; Liedson, 89')
Roma - Manchester United, 1-1
(0-1, Piqué, 34'; 1-1, Mancini, 71')

CLASSIFICAÇÃO
1.º MANCHESTER UNITED 16 pontos
2.º ROMA 11
3.º Sporting 7
4.º Dínamo Kiev 0

GRUPO G
PSV Eindhoven - Inter Milão, 0-1
(Julio Cruz, 64')
Fenerbahçe - CSKA Moscovo, 3-1
(0-1, Dracena, 30'[p.b.]; 1-1, Alex, 32'; 2-1, Boral, 45'; 3-1, Boral, 90')

CLASSIFICAÇÃO

1.º INTER MILÃO 15 pontos
2.º FENERBAHÇE 11
3.º PSV Eindhoven 7
4.º CSKA Moscovo 1

GRUPO H
Slavia Praga - Sevilha, 0-3
(Luís Fabianop, 66'; Kanouté, 70'; Daniel Alves, 87')
Arsenal - Steaua Bucareste, 2-1
(1-0, Diaby, 8'; 2-0, Bendtner, 42'; 2-1, Zaharia, 68')

CLASSIFICAÇÃO
1.º SEVILHA 15 pontos
2.º ARSENAL 13
3.º Slavia Praga 5
4.º Steaua Bucareste 1

APURADOS (16):
PORTO (PORTUGAL), Liverpool, Arsenal, Manchester United e Chelsea (Inglaterra), Real Madrid, Barcelona e Sevilha (Espanha), Milão, Inter Milão e Roma (Itália), Schalke (Alemanha), Olympiakos (Grécia), Celtic (Escócia) Fenerbahçe (Turquia) e Lyon (França).

SEGUEM PARA A TAÇA UEFA (8):
BENFICA e SPORTING (PORTUGAL), Marselha (França), Rosenborg (Noruega), Werder Bremen (Alemanha), Slávia Praga (Rep. Checa), PSV Eindhoven (Holanda) e Glasgow Rangers (Escócia).

ELIMINADOS DA EUROPA (8):
Besiktas (Turquia), Valência (Espanha), Lazio (Itália), Shakthar e Dínamo Kiev (Ucrânia), Estugarda (Alemanha), CSKA Moscovo (Rússia) e Steaua Bucareste (Roménia).

Fotos: Hugo Santos

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Factos e curiosidades...

O ALVO PREDILECTO DE LUISÃO
Desde que chegou ao Benfica, em 2003/2004, o internacional brasileiro regista 11 golos com a camisola do clube. Dos dez tentos que apontou em competições internas, quase metade tiveram a Académica como vítima. Luisão já marcou por quatro vezes à ‘Briosa’, alvo preferencial do central: duas na Luz e duas em Coimbra. Curiosamente, dois desses tentos foram na Taça de Portugal e outros dois no Campeonato.


RONALDO GOLEADOR

Desde a época transacta que Cristiano Ronaldo criou uma relação de afinidade com os golos. Esta temporada o internacional português tem estado ainda mais brilhante no capítulo da concretização, liderando a lista de goleadores da Premier League e da Liga dos Campeões. Na Liga Inglesa soma nove remates certeiros, a par de Adebayor (Arsenal), e na ‘Champions’ reparte o comando dos artilheiros com Ibrahimovic (Inter Milão), com cinco tentos apontados.


GIGGS CENTENÁRIO

O internacional galês, que está quase a tornar-se no jogador com mais jogos realizados com a camisola do Manchester United, atingiu uma marca histórica neste fim-de-semana. Ao marcar ao Derby, Ryan Giggs celebrou a obtenção do centésimo golo na Liga Inglesa. Acrescento só que este futebolista sempre foi –e continua a ser – um dos meus preferidos de sempre.

NÃO HÁ UMA SEM DUAS…

Ainda na Premier League, Liverpool e Arsenal entraram na 16.ª jornada como as duas únicas equipas invictas na competição. Curioso é o facto de ambos terem perdido a invencibilidade na mesma ronda. Os ‘reds’ perderam por 3-1 na visita ao Reading, enquanto os ‘gunners’, que já não perdiam há 22 jogos na prova, caíram no terreno do Middlesbrough, equipa arredada das vitórias há 11 encontros.

PORTO ENTRE OS 15 INVENCÍVEIS NAS LIGAS EUROPEIAS
Com os desaires de Liverpool e Arsenal, o lote de equipas europeias sem conhecer a derrota no respectivo campeonato ficou reduzido a 15: Porto, Inter Milão (Itália), CSKA Sófia (Bulgária), Partizan e Estrela Vermelha (Sérvia), Cluj (Roménia), Standard Liège (Bélgica), Wisla Cracóvia (Polónia), Beitar Jerusalém (Israel), Anorthosis (Chipre), Olimpik (Azerbaijão), Dudelange (Luxemburgo), Sheriff (Moldávia), Rabotnicki (Macedónia) e Cliftonville (Irlanda do Norte). Destes conjuntos, apenas Estrela Vermelha e Standard Liège não são líderes nas suas ligas.

Fotos: Hugo Santos

Taça de Portugal: Não houve 'tomba-gigantes'


A IV eliminatória da Taça de Portugal não trouxe grandes surpresas. Ao contrário do que sucede normalmente nesta fase da prova, nenhum dos ‘gigantes’ caiu aos pés de equipas de escalões secundários.
Das equipas da Bwin Liga apenas a Académica e o Belenenses foram eliminados, mas ambos por adversários da mesma divisão. Os ‘estudantes’ perderam por 3-1 na deslocação ao terreno do Benfica. Também em Lisboa, os ‘azuis’ ficaram pelo caminho, no desempate por ‘penalties’, diante do Paços de Ferreira.
As maiores surpresas da ronda tiveram como protagonistas o Sertanense, o Lagoa e o Anadia, únicas equipas a afastar equipas de escalões acima daqueles em que militam. Os homens da Sertã tornaram-se no único conjunto da III Divisão ainda em competição, após baterem o Portimonense, da Liga Vitalis. Por sua vez, o Lagoa e Anadia, ambos da II Divisão, venceram também adversários da Liga Vitalis, respectivamente Santa Clara e Freamunde.

RESULTADOS
Chaves (II) - Porto (L), 0-2
Leixões (L) - Torreense (II), 4-0
Sporting (L) - Louletano (II), 4-0
Nacional (L) - Cova Piedade (III), 5-0
Belenenses (L) - P. Ferreira (L), 2-2 (4-5 [g.p.])
Real Massamá (II) - Aves (LH), 0-1
Feirense (LH) - Lusitânia (II) 4-1
Oliveirense (II) - Mondinense (III), 4-0
Serzedelo (III) - Naval (L), 0-3
Carregado (II) - Olhanense (LH) 1-2
Lagoa (II) - Santa Clara (LH), 3-2
Atlético (II) - Vit. Guimarães (L), 0-1
Valdevez (II) - Tocha (III), 3-1 (a.p.)
Operário (II) – Vit. Setúbal (L), 0-1 (a.p.)
Camacha (II) - Braga (L), 2-3
Estrela Amadora (L) - Fátima (LH), 4-2 (a.p.)
Penafiel (LH) - Vizela (LH), 2-1
União Leiria (L) - Nelas (II), 2-0
Infesta (II) - Juventude Évora (II), 1-2
Abrantes (II) - Monsanto (III), 0-0 (6-5 nas g.p.)
Sertanense (III) - Portimonense (LH), 2-1 (a.p.)
Messinense (II) - Gil Vicente, (LH), 0-2 (a.p.)
Anadia (II) - Freamunde (LH), 1-0
Moreirense (II) - Machico (II), 4-0
Beira Mar (LH) – Torre Moncorvo (III), 0-0 (3-2 nas g.p.)
Rio Ave (LH) - Rebordosa (III), 6-1
Benfica (L) - Académica (L), 3-1

Isentos: Boavista (L) e Marítimo (L)

APURADOS

Bwin Liga
Porto, Nacional, Leixões, Sporting, Paços Ferreira, Vit. Guimarães, Vit. Setúbal, Braga, Naval, União Leiria, Estrela Amadora, Benfica, Boavista e Marítimo
Liga Vitalis
Beira-Mar, Rio Ave, Feirense, Aves, Olhanense, Penafiel e Gil Vicente
II Divisão
Anadia, Lagoa, Oliveirense, Valdevez, Juventude Évora, Abrantes e Moreirense
III Divisão
Sertanense

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Taça UEFA: Braga empata em Salónica


Os arsenalistas registaram frente ao Aris o mesmo resultado dos dois jogos anteriores (1-1). Desta feita, ao contrários do que havia sucedido, os bracarenses marcaram primeiro. O internacional austríaco Linz deu vantagem aos lusos, logo aos quatro minutos de jogo, mas o ex-benfiquista Ronaldo igualou ainda no primeiro tempo.
Em face deste desfecho, o Braga tem agora que vencer o Estrela Vermelha - que ainda não pontuou - no derradeiro embate. Se Bayern e Aris não empatarem no outro encontro do agrupamento, basta a vitória pela margem mínima para os portugueses seguirem para a próxima ronda. Caso o duelo de Munique termine igualado, os minhotos terão que marcar dois golos.
Na outra partida deste grupo F, o Bolton venceu em Belgrado, por 1-0, deixando o Estrela Vermelha sem qualquer hipótese de qualificação.

CLASSIFICAÇÃO
1.º BOLTON 6 pontos (4 jogos)
2.º ARIS 5 pontos (3 jogos)
3.º BAYERN 5 pontos (3 jogos)
4.º Braga 3 pontos (3 jogos)
5.º Estrela Vermelha 0 pontos (3 jogos)

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Em foco: Ulisses Morais


Se em grande parte dos casos a denomidada 'chicotada psicológica' não resulta, no caso da Naval produziu efeitos relevantes e imediatos, com a entrada de Ulisses Morais para o lugar de Francisco Chaló.
O actual técnico pegou numa equipa que ao cabo de seis jornadas somava apenas dois pontos (Chaló apenas orientou a equipa nos quatro primeiros jogos) e, passado o mesmo número de rondas, o conjunto da Figueira da Foz já juntou mais 13 pontos ao seu pecúlio. Ou seja, em 18 pontos possíveis, Ulisses Morais apenas perdeu cinco (derrota em Alvalade e empate com o Braga), tendo vencido os restantes quatro encontros, dois deles fora, em Matosinhos e nos Barreiros.
Para além destes bons números, Ulisses Morais conseguiu ainda três vitórias consecutivas, algo inédito na Naval em termos de primeira divisão.
Todos estes dados comprovam que o treinador figueirense está a fazer um trabalho extremamente positivo, acrescido ainda pelo facto de este plantel não ter sido por ele elaborado.

NAVAL COM FRANCISCO CHALÓ
Belenenses (c) E 1-1
Est. Amadora (f) D 1-3
Vit. Setúbal (c) E 0-0
Benfica (f) D 0-3

NAVAL COM FERNANDO MIRA (TREINADOR INTERINO)
Vit. Guimarães (c) D 1-4
Nacional (f) D 0-2

NAVAL COM ULISSES MORAIS
Leixões (f) V 1-0
Braga (c) E 1-1
Sporting (f) D 1-4
União Leiria (c) V 1-0
Marítimo (f) V 1-0
Paços Ferreira (c) V 2-1

Foto: Hugo Santos

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Liga dos Campeões: Benfica assegura continuidade na Europa


Os 'encarnados' venceram o Shakhtar, em Donetsk, por 2-1, e garantiram o terceiro lugar no Grupo D. Desta forma, e repetindo o resultado do Sporting na deslocação à Ucrânia (frente ao Dínamo Kiev), o clube da Luz segue para a Taça UEFA.
No outro encontro do agrupamento, o Milão bateu o Celtic, pela margem mínima, e carimbou o primeiro lugar.

SHAKHTAR - BENFICA, 1-2
(0-1, Cardozo, 6'; 0-2, Cardozo, 22'; 1-2, Lucarelli, 29'[g.p.])

Só a vitória permitiria aos portugueses a permanência nas competições europeias. E foi isso que aconteceu. Já sem hipótese de qualificação para a próxima fase da 'Champions', restava ao Benfica lutar por um lugar na Taça UEFA.
O jogo começou bem para as pretensões encarnadas, uma vez que, aos seis minutos, Cardozo aproveitou uma desconcentração da defensiva ucraniana para colocar os 'encarnados' na frente. Mas o 'Tacuara' não ficaria por aqui. Aos 22 minutos, o internacional paraguaio correspondeu na perfeição a um cruzamento de Maxi Pereira e, num golpe de cabeça, elevou a contagem.
Esta vantagem de dois golos duraria, no entanto, pouco tempo. Sete minutos volvidos, David Luiz cometeu uma falta desnecessária na área benfiquista e, na transformação da respectiva grande penalidade, o italiano Lucarelli deu um novo alento ao Shakhtar.
A partir daí, o Benfica teve que sofrer, sobretudo na parte final do primeiro tempo e no quarto-de-hora inicial da etapa complementar. Apesar de não criarem grandes ocasiões para marcar, os ucranianos sufocaram os lusos, remetidos ao seu sector defensivo. Com o passar dos minutos, os 'encarnados' conseguiram segurar mais a bola e foram ganhando o controlo da partida, perante um adversário que foi perdendo gás.
No cômputo geral, esta foi uma vitória sofrida, mas justa do conjunto lisboeta.

GRUPO D
RESULTADOS DA 6.ª JORNADA

Shaktar - BENFICA, 1-2
(0-1, Cardozo, 6'; 0-2, Cardozo, 22'; 1-2, Lucarelli, 29'[g.p.])
Milão - Celtic, 1-0
(Inzaghi, 70')

CLASSIFICAÇÃO FINAL
1.º MILÃO 13 pontos
2.º CELTIC 9
3.º Benfica 7
4.º Shakhtar 6

TÓPICOS DE DISCUSSÃO
1 - Como avalia a prestação do Benfica na Liga dos Campeões?
2 - Até onde podem chegar os 'encarnados' na Taça UEFA?

Foto: Hugo Santos

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Factos e curiosidades...

Hoje esta rubrica é diferente do habitual. Este foi um fim-de-semana de jogo grande na Liga Portuguesa, mas o Benfica-Porto não foi o único clássico na Europa. Saiba quais foram os outros e os respectivos resultados e marcadores.

STANDARD PASSA TESTE DURO À INVENCIBILIDADE
Os belgas assistiram este fim-de-semana ao duelo entre Anderlecht, campeão em título, e Standard de Liège. Os detentores do ceptro jogaram em casa, mas não foram além de um nulo, perante um conjunto que ainda não conheceu à derrota à 14.ª jornada. Com este desfecho, o Anderlecht caiu do quarto para o quinto lugar, enquanto que o Standard mantém o segundo posto, a um ponto do Club Brugge.


A DIFICULDADE CASEIRA DO MILÃO

Sete jogos no seu reduto, cinco empates e duas derrotas. É este o saldo dos 'rossoneri' em San Siro, em jogos a contar para a Série A italiana. Neste fim-de-semana, o Milão recebeu a Juventus e o resultado foi um empate a zero. Tiago não saiu do banco e viu a sua equipa cair para a terceira posição da tabela. Já os milaneses, apesar do empate, subiram do nono ao oitavo lugar.

VELHA RAPOSA AINDA FAZ VÍTIMAS

Na Áustria a 21.ª jornada era dominada pelo embate entre o Rapid Viena e o Salzburgo. Na sexta posição à entrada para a ronda, os homens de Trapattoni necessitavam de vencer o segundo classificado. E fizeram-no com distinção, e fora de portas: 3-1. Tokic marcou para o Rapid, enquanto que Leitgeb, Steinhofer e Zickler fizeram as delícias da ‘Velha Raposa’. O Salzburgo subiu ao terceiro posto, ultrapassando o adversário deste clássico, que caiu para a quarta posição.

CSKA SÓFIA IMPARÁVEL
A formação onde actua Zé Rui continua em grande na Liga Búlgara. Desta feita, o CSKA venceu o ‘derby’ diante do Levski, campeão em título, no terreno deste, cimentando a liderança. Um golo de Machado serviu para o CSKA fazer a festa e conservar o estatuto de invencível, com 12 vitórias e dois empates. Já o Levski desceu do terceiro para o quarto lugar.


UM EMPATE NO FRIO

Na Dinamarca também houve jogo grande. Copenhaga e Brondby mediram forças, pese embora o jogo não tivesse as emoções de outros anos, pois os ‘canarinhos’ estão bastante longe dos lugares cimeiros, no nono lugar. O empate a um golo foi o resultado do jogo que fez com que os campeões perdessem a liderança para o Aalborg, que tem agora dois pontos de vantagem. E poderia ter sido ainda pior. O Brondy adiantou-se no marcador por Howard, aos 63 minutos, empatando o Copenhaga pelo internacional sueco Allback, a oito minutos do final.

Fotos: Hugo Santos

domingo, 2 de dezembro de 2007

Opinião: Justo vencedor no clássico dos clássicos

O Porto foi o vencedor do clássico de ontem, o clássico dos clássicos do futebol nacional na minha opinião. Se do ponto de vista histórico, o 'derby' lisboeta é o encontro mais rico, um Benfica-Porto é na actualidade o confronto que mais emoções gera no 'desporto-rei' português. Não há adversário a quem os benfiquistas mais queiram vencer do que o Porto, da mesma forma que não há opositor a quem os portistas mais ambicionam derrotar do que o Benfica. A explicação é simples e penso que no panorama actual qualquer adepto de futebol que deixe a sua cor de lado concordará com a minha visão.
Quanto ao jogo de ontem, o Porto ganhou e bem. O jogo foi quase idêntico ao da temporada transacta, lembram-se? Primeira parte totalmente 'azul-e-branca', segunda parte um pouco mais avermelhada, mas menos do que em Abril. Só que, desta feita, o resultado registado ao intervalo não foi alterado.
O Benfica entrou em campo a prometer começar o desafio como o terminou diante do Milão: em cima do adversário. Mas a claríssima oportunidade enjeitada por Nuno Gomes, aos 50 segundos, foi apenas uma ilusão.
Os 'dragões' sentiram dificuldades nos primeiros minutos, mas com o desenrolar da partida foram ficando senhores do jogo e da bola. O Benfica errou muitos passes e o Porto foi ganhando cada vez mais confiança e criando algumas oportunidades para marcar. Cheirava a golo... Até que Quaresma facturou mesmo, pondo o Porto a ganhar com inteira justiça.
Na segunda parte, o jogo desenrolou-se quase todo no meio-campo dos portistas, mas estes deram sempre a ideia de ter o jogo controlado. Numa ou noutra ocasião o Benfica poderia ter empatado, mas o Porto também poderia ter ampliado a vantagem.
Em suma, quatro notas breves do clássico:
1. A melhor equipa em campo foi premiada com o triunfo;
2. Lisandro foi, para mim, o melhor em campo. O argentino jogou uma enormidade, apenas lhe faltando o golo;
3. Dificilmente o Porto desperdiçará tamanha vantagem sobre os rivais na luta pelo título;
4. Quaresma foi a figura do clássico. Marcou o tento solitário e teve um gesto digno de um verdadeiro campeão, oferecendo a camisola uma adepta benfiquista. Sim, porque isto é apenas um jogo. Com toda a rivalidade inerente, o certo é que isto é só mesmo um jogo de futebol. Nada mais que isso...

Foto: Hugo Santos

sábado, 1 de dezembro de 2007

Bwin Liga: Porto dispara na tabela


Os dragões venceram na Luz e cavaram o fosso para para sete pontos sobre o segundo classificado, o Benfica. Para além disso, os pupilos de Jesualdo Ferreira viram ainda o Sporting tropeçar em casa diante do último classificado. A União de Leiria conseguiu um ponto em Alvalade, complicando mais as já difíceis contas leoninas.
Este resultado foi aproveitado pelo Vit. Guimarães, que bateu a Académica, para ascender ao terceiro posto.
Destaque na jornada para mais três resultados: o Estrela da Amadora voltou às vitórias dez jornadas depois, batendo o Leixões; o Marítimo perdeu em Braga, sendo ultrapassado pelos arsenalistas; a Naval registou a terceira vitória consecutiva, algo inédito na história do clube na Bwin Liga.

12.ª JORNADA

Vit. Setúbal - Belenenses, 1-1
(0-1, Weldon, 5'; 1-1, Ruben Amorim, 13'[p.b.])
Benfica - Porto, 0-1
(Quaresma, 42')
Estrela Amadora - Leixões, 2-0 (Mateus, 52' e 59')
Naval - Paços Ferreira, 2-1 (1-0, Elivelton, 65'; 2-0, João Ribeiro, 80'; 2-1, Renato Querirós, 88')
Nacional - Boavista, 2-0 (José Vítor, 56; Lipatin, 68')
Sporting - União Leiria, 1-1 (Izmailov, 53'; Toñito, 83')
Braga - Marítimo, 2-1 (0-1, Makukula, 47'; 1-1, Wender, 56'; 2-1, Linz, 90')
Vit. Guimarães - Académica, 2-1 (0-1, Pavlovic, 22'; 1-1, Ghilas, 51'; 2-1, Miljan, 69')

CLASSIFICAÇÃO
1.º PORTO 32 pontos
2.º Benfica 25
3.º Vit. Guimarães 22
4.º Sporting 20
5.º Vit. Setúbal 19
6.º Braga 18
7.º Marítimo 17
8.º Belenenses 15
9.º Naval 15
10.º Estrela Amadora 13
11.º Nacional 13
12.º Leixões 11
13.º Boavista 9
14.º Paços Ferreira 9
15.º Académica 8
16.º União Leiria 5

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Clássico: Historial dos duelos entre Benfica e Porto


Águias' e 'dragões' mediram forças por 73 vezes em jogos a contar para o Campeonato Nacional, com os 'encarnados' como anfitriões. Da análise de todos esses clássicos, conclui-se que o Benfica tem feito jus à condição de visitado ao longo da História. Os 'encarnados' venceram 40 jogos, registaram-se 22 empates e somente 11 vitórias portistas.
No que a golos diz respeito, no total foram apontados 225 (média de cerca de três por partida), sendo que 155 foram festejados pelos benfiquistas e 70 pelos homens da 'Invicta'.
Como curiosidade, há a destacar o resultado mais desnivelado nestes clássicos realizados em Lisboa: 12-2 para o clube Luz, na época 1942/1943.

DUELO ENTRE EQUIPAS QUE NÃO PERDEM
Benfica e Porto são as duas únicas equipas que ainda não conheceram o sabor da derrota na Bwin Liga da presente temporada. No entanto, ambos os conjuntos acumulam ainda alguns jogos sem sofrer da desaires referentes à época transacta.
O emblema da Luz leva mais de um ano sem perder na prova máxima do futebol nacional. A última derrota data de 18 de Novembro de 2006, em Braga, por 3-1, com Ricardo Rocha, agora no Tottenham a marcar o tento solitário dos lisboetas. No total, os 'encarnados' não perdem para o Campeonato há 32 jogos (21 referentes à pretérita temporada e 11 na época em curso).
Por sua vez, os 'dragões' sofreram o último desaire no Bessa, ante o Boavista, a 28 de Abril, por 2-1. Lucho Gonzalez marcou de penalty o golo 'azul-e-branco'. No total, o Porto soma 14 desafios sem conhecer a derrota (três de 2006/2007 e 11 da actual edição da Bwin Liga).
Amanhã vai ser escrito mais um capítulo da História deste sempre apetecível clássico do futebol nacional. Resta aguardar pelo desfecho para saber se ambos continuam invencíveis...

TÓPICOS DE DISCUSSÃO
1 - Qual o seu prognóstico para o jogo?
2 - Na sua opinião, qual o jogador que pode fazer a diferença?

Foto: Hugo Santos

Taça UEFA: Braga empata com Bayern


Já não são só as equipas portuguesas a passar um mau bocado nas deslocações à 'cidade dos arcebispos'. O grande colosso europeu Bayern de Munique teve de se contentar-se com uma igualdade a uma bola, num jogo em que os bracarenses criaram as melhores ocasiões de golo.
Os germânicos adiantaram-se no marcador já no início da segunda parte, através do Miroslaw Klose, mas Linz restabeleceu o empate. O austríaco viu ainda um golo ser-lhe mal anulado. Apesar do bom resultado, com uma pontinha de sorte, o Braga poderia mesmo ter chegado à vitória.
Os minhotos ocupam o quarto lugar do grupo F, com dois pontos em dois jogos, mas tendo menos uma partida efectuada que o Bayern e o Bolton. Os ingleses empataram também a um golo com os gregos do Aris de Salónica.

CLASSIFICAÇÃO

1.º BAYERN 5 pontos - 3 jogos
2.º ARIS 4 pontos - 2 jogos
3.º BOLTON 3 pontos - 3 jogos
4.º Braga 2 pontos - 2 jogos
5.º Estrela Vermelha 0 pontos - 2 jogos

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Liga dos Campeões: Ronda 'negra' para portugueses


A quinta jornada da 'Champions' foi bastante negativa para os emblemas nacionais: um empate comprometedor do Benfica e duas derrotas de Porto e Sporting.
Se a derrota dos 'azuis-e-brancos', em Liverpool, não compromete as aspirações da equipa, os outros resultados deixaram as formações lisboetas fora da próxima fase. Os 'leões' conseguiram, apesar de tudo, um lugar na Taça UEFA. Já os 'encarnados' terão que vencer o Shakhtar no derradeiro jogo para continuar na Europa.
Esta ronda europeia fica marcada pelo apuramento de Barcelona, Roma, Inter, Sevilha, Chelsea e Milão, que assim se juntam a Arsenal e Manchester United, já anteriormente classificados.

LIVERPOOL - PORTO, 4-1
(1-0, Torres, 19'; 1-1, Lisandro, 32'; 2-1, Torres, 79'; 3-1, Gerrard, 83'[g.p.]; 4-1, Crouch, 87')

Os 'reds' eram obrigados a vencer para manter a possibilidade de qualificação e entraram em força na partida. Aos 18 minutos, aproveitando falha de Stepanov, Torres deu vantagem aos ingleses. O Porto não se atemorizou e partiu em busca da igualdade, que conseguiria um quarto-de-hora depois. Lisandro, o goleador de serviço, empatou num magnífico golpe de cabeça, após cruzamento de Kazmierczak. Na etapa complementar, os portugueses conseguiram conservar o bom resultado até aos últimos 12 minutos. Mas, a partir daí, foi o descalabro. Stepanov voltou a estar em foco pela negativa e o Liverpool acabou por chegar à goleada.
Os 'dragões' recebem o Besiktas no último encontro e necessitam apenas de um empate para carimbar a passagem aos 'oitavos'.

BENFICA - MILÃO, 1-1
(0-1, Pirlo, 15'; 1-1, Maxi Pereira, 20')

Os transalpinos começaram bem o jogo, aproveitando algum receio evidenciado pelos lusos. Pirlo voltou a marcar ao Benfica, tal como havia feito em San Siro, e adiantou os 'rossoneri' no marcador, aos 15 minutos. Mas o Benfica respondeu quase de imediato, igualando por Maxi Pereira, num grande remate de fora da área. Até final da primeira parte o jogo foi equilibrado. Na etapa complementar, os 'encarnados' foram superiores e encostaram o Milão à sua zona defensiva. No entanto, o golo não surgiu e resta às 'águias' lutar pela continuidade nas lides europeias, assegurando um lugar na Taça UEFA.

MANCHESTER UNITED - SPORTING, 2-1
(0-1, Abel, 21'; 1-1, Tevéz, 61'; 2-1, Ronaldo, 90')

O jogo de Old Trafford tem duas partes distintas: os portugueses estiveram bem na etapa inicial e os ingleses foram superiores no segundo tempo. Abel colocou o Sporting em vantagem, aos 21 minutos, num forte remate forte do lado direito que surpreendeu Kuszczak, à espera de um cruzamento do lateral leonino. Quase de seguida, o conjunto de Alvalade voltaria a marcar, mas Liedson estava em posição irregular.
Na segunda parte, Ferguson lançou Tevéz e Giggs e o Manchester United cresceu no jogo, encostando os 'leões' ao último reduto. Aos 61 minutos, o avançado argentino Tevéz empatou o jogo, num lance com alguma felicidade. Quando muitos já esperavam o empate, Cristiano Ronaldo voltou a fazer das suas. Depois de já o ter feito em Alvalade, o internacional português marcou o tento do triunfo dos 'red devils' num livre directo, já em período de compensação.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÕES
GRUPO A
Liverpool - PORTO, 4-1 (1-0, Torres, 19'; 1-1, Lisandro, 32'; 2-1, Torres, 79'; 3-1, Gerrard, 83'[g.p.]; 4-1, Crouch, 87')
Besiktas - Marselha, 2-1 (1-0, Tello, 27'; 1-1, Taiwo, 65'; 2-1, Bobo, 88')

CLASSIFICAÇÃO
1.º PORTO 8 pontos
2.º MARSELHA 7
3.º Liverpool 7
4.º Besiktas 6

GRUPO B
Rosenborg - Chelsea, 0-4 (Drogba, 7' e 20'; Alex, 40'; Joe Cole, 73')
Valência - Schalke, 0-0

CLASSIFICAÇÃO
1.º CHELSEA 11 pontos
2.º ROSENBORG 7
3.º Schalke 5
4.º Valência 4

GRUPO C
Lazio - Olympiakos, 1-2 (1-0, Pandev, 30'; 1-1, Galletti, 35'; 1-2, Kovacevic, 64')
Werder Bremen - Real Madrid, 3-2 (1-0, Rosenberg, 4'; 1-1, Robinho, 14'; 2-1 Sanogo, 40'; 3-1, Hunt, 58'; 3-2, Van Nistelrooy, 71')

CLASSIFICAÇÃO
1.º REAL MADRID 8 pontos
2.º OLYMPIAKOS 8
3.º Werder Bremen 6
4.º Lazio 5

GRUPO D
BENFICA - Milão, 1-1 (0-1, Pirlo, 15'; 1-1, Maxi Pereira, 20')
Celtic - Shakhtar, 2-1 (0-1, Brandão, 4'; 1-1, Jarosik, 45'; 2-1, Donati, 90')

CLASSIFICAÇÃO
1.º MILÃO 10 pontos
2.º CELTIC 9
3.º Shakhtar 6
4.º Benfica 4

GRUPO E
Lyon - Barcelona, 2-2 (0-1, Iniesta, 3'; 1-1, Juninho, 7'; 1-2, Messi, 58'[g.p.]; 2-2, Juninho, 80'[g.p.])
Estugarda - Rangers, 3-2 (0-1, Adam, 27'; 1-1, Cacau, 45'; 2-1, Pardo, 62'; 2-2, Ferguson, 70'; 2-2, Marica, 85')

CLASSIFICAÇÃO
1.º BARCELONA 11 pontos
2.º RANGERS 7
3.º Lyon 7
4.º Estugarda 3

GRUPO F
Dínamo Kiev - Roma, 1-4 (0-1, Panucci, 4'; 0-2 Giully, 32'; 0-3, Vucinic, 35'; 1-3, Bangoura, 64'; 1-4, Vucinic, 78')
Manchester United - SPORTING, 2-1 (0-1, Abel, 21'; 1-1, Tévez, 61'; 2-1, Ronaldo, 90')

CLASSIFICAÇÃO

1.º MANCHESTER UNITED 15 pontos
2.º ROMA 10
3.º Sporting 4
4.º Dínamo Kiev 0

GRUPO G
CSKA Moscovo - PSV Eindhoven, 0-1 (Farfán, 39')
Inter Milão - Fenerbahçe, 3-0 (Julio Cruz, 55'; Ibrahimovic, 66'; Jimenez, 90')

CLASSIFICAÇÃO

1.º INTER MILÃO 12 pontos
2.º FENERBAHÇE 8
3.º PSV Eindhoven 7
4.º CSKA Moscovo 1

GRUPO H
Sevilha - Arsenal, 3-1 (0-1, Eduardo, 11'; 1-1, Keita, 24'; 2-1, Luís Fabiano, 34'; 3-1, Kanouté, 89' [g.p.])
Steaua Bucareste - Slavia Praga, 1-1 (1-0, Badea, 12'; 1-1, Senkerik, 78')

CLASSIFICAÇÃO

1.º SEVILHA 12 pontos
2.º ARSENAL 10
3.º Slavia Praga 5
4.º Steaua Bucareste 1

Fotos: Hugo Santos

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Factos e curiosidades...

RONALDO-DEPENDENTES
O Manchester United averbou este fim-de-semana, ante o Bolton, a segunda derrota da temporada. Cristiano Ronaldo ficou a descansar e bem que Ferguson deve estar arrependido da opção que tomou. No outro desaire, em Agosto, perante o rival City, o United também alinhou sem o madeirense. Duas derrotas, ambas sem o ‘puto-maravilha’…


ENORME COINCIDÊNCIA
Por falar neste jogo de sábado, há que destacar um grande acaso. O Bolton só tinha vencido um jogo no campeonato, enquanto o Manchester United só tinha perdido uma vez. Essas duas partidas tinham em comum o facto de terem sido dirigidas pelo mesmo árbitro, Mark Clatenburg. Curiosamente, este foi o juiz do encontro em que o Bolton voltou às vitórias e os pupilos de Ferguson às derrotas. Imagino a azia que o árbitro causa ao escocês...

FINALMENTE…
Há uns dias deixei aqui a lista das oito equipas que ainda não tinham vencido um único jogo no respectivo campeonato. Esse rol de conjuntos está agora reduzido a cinco. O Boavista estreou-se a ganhar na 11.ª jornada da Liga Portuguesa, mas não foi o único. Os húngaros do Tatábanya venceram o Honved, por 4-3, e também registaram a primeira vitória. Igual feito conseguiram ainda os norte-irlandeses do Limavady, que bateram o Glenavov pela margem mínima. A União de Leiria continua na lista, será que a última formação a vencer no ‘Velho Continente’ será lusa?

INFELIZMENTE…

Finalmente não é o que pensarão os adeptos do Vitória de Setúbal e do Aris de Salónica, da Grécia. Estes clubes dirão infelizmente. Ambos os conjuntos foram derrotados pela primeira vez nas suas ligas. Os sadinos perderam no Dragão e os helénicos, adversários do Braga na Taça UEFA, perderam pelo mesmo resultado (2-0) na deslocação ao Levadiakos. Restam agora 22 invencíveis na Europa, entre eles Porto e Benfica, que medem forças no próximo sábado.

O IMPARÁVEL DUDELANGE!

Tenho aqui referido a única equipa cem por cento vitoriosa do futebol europeu. Já devem estar fartos, desculpem-me, mas tem que ser novamente... Depois de mais uma jornada do Campeonato Luxemburguês, o Dudelange mantém o estatuto. Os líderes do campeonato daquele país somam e seguem. Desta vez, golearam o Rosport, por 3-0, e lá vão eles com 14 jogos e outras tantas vitórias. É digno de fazer inveja, não acham?

Fotos: Hugo Santos

Bwin Liga: Sporting voltou a escorregar


A 11.ª jornada tem como factos mais marcantes o empate dos 'leões' na deslocação a Matosinhos e a derrota do Vit. Setúbal no Dragão, a primeira na época.
No Estádio do Mar, o Sporting não conseguiu melhor que uma igualdade (1-1), perdendo mais dois pontos para os rivais. E as coisas poderiam ter sido ainda mais negativas para a equipa de Alvalade: o empate foi apenas atingido a dois minutos do fim, por intermédio de Purovic. Em seis encontros fora de portas, o conjunto de Paulo Bento apenas venceu um, ficando agora a dez pontos do líder Porto.
Os 'dragões', depois de duas igualdades consecutivas, regressaram aos triunfos. Com golos de Lisandro e Quaresma, a abrir e a fechar a partida, respectivamente, os portistas impuseram o primeiro desaire da temporada aos sadinos. Em vésperas de visitar a Luz, os 'azuis-e-brancos' mantêm os quatro pontos de vantagem para o Benfica.
Em Coimbra, as 'águias' começaram a perder, mas, pela terceira vez no Campeonato, deram a volta ao resultado. Rui Costa, Luisão e Freddy Adu apontaram os tentos do triunfo 'encarnado'.
Nos restantes jogos, há a realçar as vitórias do Boavista, a primeira, e da Naval nos Barreiros. Por outro lado, a União de Leiria continua sem vencer.

RESULTADOS DA 11.ª JORNADA
União Leira - Braga, 0-0
Leixões - Sporting, 1-1 (1-0, Abel, 14'[p.b.]; 1-1, Purovic, 88')
Académica - Benfica, 1-3 (1-0, Lito, 25'; 1-1, Rui Costa, 35'; 1-2, Luisão, 87'; 1-3, Adu, 90')
Paços Ferreira - Nacional, 1-0 (Wesley, 7')
Marítimo - Naval, 0-1 (Diego, 4')
Porto - Vit. Setúbal, 2-0 (Lisandro, 6'; Quaresma, 87')
Belenenses - Estrela Amadora, 0-0
Boavista - Vit. Guimarães, 3-2 (1-0, Fary, 2'; 2-0, Radanovic, 13' [p.b.]; 2-1, Fellype, 29'; 2-2, Targino, 67'; 3-2, Ricardo Silva, 81')

CLASSIFICAÇÃO

1.º PORTO 29 pontos
2.º Benfica 25
3.º Sporting 19
4.º Vit. Guimarães 19
5.º Vit. Setúbal 18
6.º Marítimo 17
7.º Braga 15
8.º Belenenses 14
9.º Naval 12
10.º Leixões 11
11.º Estrela Amadora 10
12.º Nacional 10
13.º Paços Ferreira 9
14.º Boavista 9
15.º Académica 8
16.º União Leiria 4

TÓPICOS DE DISCUSSÃO
1 - Porto e Benfica encontram-se na Luz no próximo sábado. Qual o seu prognóstico para o jogo?
2 - Até onde pode chegar o Sporting neste Campeonato?

Nota:Este fim-de-semana não tive, por questões pessoais, o mesmo tempo disponível para escrever no Blog. Por esse motivo, este trabalho sobre a jornada da Bwin Liga está mais simples que o habitual. Na próxima semana retomarei ao modelo usual. Um abraço a todos!

Foto: Hugo Santos

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Opinião: Reflexão...

O futebol português está de parabéns pela quarta presença consecutiva em fases finais do Euro. Esta Selecção Nacional que conseguiu o apuramento está de parabéns, pois acabou por alcançar o objectivo delineado, ainda que sem grande brilhantismo.
Agora que a 'equipa das quinas' já tem o seu lugar garantido na Áustria e na Suíça, convém que Luiz Felipe Scolari e os responsáveis pela 'equipa das quinas' façam uma reflexão profunda sobre esta fase de qualificação. E isto a fim de dotar Portugal de outras armas para uma competição com um elevado grau de exigência, algo que não aconteceu na fase de qualificação e que, ainda assim, nos fez tremer.
Apesar de muitas opiniões contrárias à minha, mantenho a ideia de que Portugal integrou o grupo mais acessível de todos. A Selecção Nacional não teve como opositor nenhuma equipa grande, nem mesmo, na minha óptica, nenhuma formação de gama média-alta. Ora assim sendo, queria apenas deixar duas notas que merecem reflexão:

1 . Portugal não ganhou nenhum jogo diante dos três adversários melhores classificados no grupo. Fez dois empates com a Sérvia e a Finlândia e um empate caseiro e uma derrota fora com a Polónia. Preocupante, atendendo aos futuros opositores...

2. A Selecção Nacional não fez uma única exibição globalmente positiva. É verdade que existiram momentos com boa qualidade de jogo, mas foram poucos e nunca de forma consistente. A segunda metade do jogo com a Bélgica foi o melhor momento exibicional da 'equipa das quinas'. Muito escasso...

Portugal pode saborear o sucesso pelo facto de a meta traçada ter sido atingida. Mas, a meu ver, o verdadeiro trabalho começa a partir de agora. É que no Euro'2008, a Selecção Nacional já não vai defrontar equipas do nível do Cazaquistão, Arménia ou Azerbaijão. Contra formações como Itália, Alemanha, França ou Espanha, só para citar algumas, os erros pagam-se caro.
Os nossos jogadores têm qualidade, disso não há qualquer dúvida. Por isso, e apesar do que referi anteriormente, confio na Selecção Nacional. Mãos à obra...

Foto: Hugo Santos

Euro'2008: Selecção Nacional apurada após nulo com finlandeses


Um empate a zero diante da Finlândia foi suficiente para Portugal festejar a qualificação para o Campeonato da Europa de 2008, a ter lugar na Áustria e na Suíça.
Tal como previsto, este não foi um grande jogo de futebol. O encontro foi fraco e enfadonho, uma vez que nenhuma das equipas quis correr grandes riscos. Os nórdicos arriscaram muito pouco para quem tinha que vencer e a Selecção Nacional, não criando muitas ocasiões, foi o conjunto que esteve mais perto do golo.
O nulo final colocou Portugal no segundo lugar do grupo A, o que possibilita a quarta presença consecutiva na fase final de um Europeu de futebol, depois de 1996, 2000 e 2004.
Nota ainda para o afastamento da Inglaterra, a única surpresa entre as formações eliminadas. Os britânicos apenas necessitavam de um empate caseiro frente à Croácia, mas saíram derrotados por 3-2. Com este desfecho acabou por ser a Rússia, que venceu em Andorra (1-0), a fazer a festa.

APURADOS:

- Áustria e Suíça (Organizadores)
- Polónia e PORTUGAL (Grupo A)
- Itália e França (Grupo B)
- Grécia e Turquia (Grupo C)
- República Checa e Alemanha (Grupo D)
- Croácia e Rússia (Grupo E)
- Espanha e Suécia (Grupo F)
- Roménia e Holanda (Grupo G)

Foto: Hugo Santos

Europeu de Futsal: Portugal bate Roménia e está nas meias-finais


Com dois golos de Ricardinho e um do luso-brasileiro Leitão, a Selecção Nacional derrotou a sua congénere romena (3-0), garantindo, pela primeira vez, o apuramento para a próxima fase do Campeonato da Europa.
Sabendo das dificuldades para alcançar o primeiro posto do grupo A, face à considerável desvantagem no 'goal-average' para a Itália, Portugal optou por fazer um jogo mais racional. Ganhando vantagem logo no primeiro minuto, os lusos, que apenas necessitavam de um empate para continuar em prova, foram gerindo o encontro com segurança e inteligência. A natural superioridade em termos técnicos acabaria por proporcionar a dilatação do resultado, perante uma Roménia bastante expectante e nada disposta a arriscar.
Em virtude de ter obtido o segundo lugar do respectivo agrupamento, a Selecção Nacional vai agora encontrar, na sexta-feira, a Espanha, vencedora do grupo B. A selecção de 'nuestros hermanos', campeã europeia e mundial, levou de vencida a Rússia, por 4-1, concluindo a primeira fase do Campeonato da Europa no comando do agrupamento.
Na outra meia-final, russos e italianos vão discutir um lugar na derradeira partida do Europeu.

JOGOS DA 1.ª FASE DO EURO'2007:

GRUPO A
1.ª Jornada (16 Novembro)
PORTUGAL - Itália, 0-0
Roménia - Rep. Checa, 8-4

2.ª Jornada (18 Novembro)
PORTUGAL - Rep. Checa, 5-3
Itália - Roménia, 7-1

3.ª Jornada (21 Novembro)
PORTUGAL - Roménia, 3-0
Itália - Rep. Checa, 4-0

CLASSIFICAÇÃO

1.º ITÁLIA 7 pontos
2.º PORTUGAL 7
3.º Roménia 3
4.º Rep. Checa 0

GRUPO B
1.ª Jornada (17 Novembro)
Espanha - Ucrânia, 6-2
Rússia - Sérvia, 5-3

2.ª Jornada (19 Novembro)
Ucrânia - Rússia, 1-4
Espanha - Sérvia, 1-1

3.ª Jornada (21 Novembro)
Espanha - Rússia, 4-1
Sérvia - Ucrânia, 3-2

CLASSIFICAÇÃO FINAL
1.º ESPANHA 7 pontos
2.º RÚSSIA 6
3.º Sérvia 4
4.º Ucrânia 0

Foto: Hugo Manita

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Factos e curiosidades...

Esta rubrica semanal é, desta vez e excepcionalmente, um pouco diferente do habitual. Atendendo aos importantes compromissos das principais selecções nacionais de Futebol e Futsal, marcados para quarta-feira, o Rola a Bola quis conhecer o historial de confrontos com os respectivos adversários. Analisando todos os embates, conclui-se que a história abre boas perspectivas para os duelos desta semana. Conheça então o historial de embates com a Finlândia (Futebol) e com a Roménia (Futsal).

FUTEBOL: VANTAGEM SOBRE FINLANDESES
Portugal e Finlândia vão medir forças pela oitava vez, naquele que será o mais importante embate da história entre as duas selecções. Uma autêntica final. Assim se pode definir a partida, na qual os lusos apenas necessitam do empate para rumar ao Euro’2008. Analisando a história de duelos entre os dois países, constata-se que os portugueses têm vantagem sobre os nórdicos, registando três vitórias, três empates, uma derrota, 11 golos marcados e seis sofridos. Este é um bom presságio para o desafio do Dragão. Mas não é o único: na única vez que a Finlândia visitou o recinto do Porto saiu derrotada por 1-0, golo de César Brito, em 1991.
No entanto, foi, curiosamente, na cidade ‘Invicta’ que Portugal sofreu uma das mais humilhantes derrotas da sua história, curiosamente ante os finlandeses. Em 2002, numa partida de preparação para o Mundial desse ano, a Selecção Nacional foi copiosamente goleada no Bessa, por 4-1, perdendo também Simão, gravemente lesionado, para essa importante competição.
Já nesta fase de qualificação, em Helsínquia, as duas equipas empataram a uma bola, com Nuno Gomes a responder a um tento de Johansson.
Historial de jogos:
22 Set. 1982 (Helsínquia) Finlândia – PORTUGAL, 0-2 (Nené e António Oliveira)

21 Set. 1983 (Alvalade) PORTUGAL – Finlândia, 5-0 (Jordão, Carlos Manuel, António Oliveira, José Luís e um auto-golo adversário)

* 22. Jan. 1986 (Leiria) Portugal – Finlândia, 1-1 (Diamantino)

12.Set. 1990 (Helsínquia) Finlândia – Portugal, 0-0

11 Set. 1991 (Antas) PORTUGAL – Finlândia, 1-0 (César Brito)

* 23 Mar. 2002 (Bessa) Portugal – FINLÂNDIA, 1-4 (Sérgio Conceição)

6 Set. 2006 (Helsínquia) Finlândia – Portugal, 1-1 (Nuno Gomes)

* Estes jogos foram particulares, todos os outros foram de qualificação para Europeus

FUTSAL: CONTRA A ROMÉNIA SÓ DÁ GOLEADA
A Selecção Nacional apenas defrontou a sua congénere romena em duas ocasiões. Os dois encontros, ambos particulares, foram realizados em terras lusas, em 2005, e terminaram com duas vitórias concludentes da ‘equipas das quinas’. Este registo histórico é, sem dúvida, um bom tónico para o duelo de quarta-feira. Como nota de curiosidade, cinco dos elementos que integram actualmente o conjunto português já sabem o que é marcar à Roménia: Ricardinho (3), Arnaldo (3), Israel, Zé Maria e Formiga.
Historial de jogos:
22 Nov. 2005 (Albergaria-a-Velha) PORTUGAL – Roménia, 9-1 (Arnaldo, Ricardinho [3], André Lima [2], Minhoca, Jony e Formiga)

23 Nov. 2005 (Vagos) PORTUGAL – Roménia, 8-1 (Arnaldo [2], André Lima [2], Jony, Israel, Zé Maria e Gabriel)

Foto Nuno Gomes: Hugo Santos
Foto Zé Maria: Hugo Manita